skip to Main Content
Cursos Criação De Abelhas Sem Ferrão

Cursos criação de abelhas sem ferrão

Você almeja entrar no ramo de apicultura ou quer se aperfeiçoar? Isso é muito interessante, pois é uma atividade muito promissora. Sendo assim, convém fazer cursos criação de abelhas sem ferrão. Abelhas Mandaçaia, Iraí, Uruçu e Jataí e outras

As espécies de abelhas nativas brasileiras, os meliponíneos, são importantes para o ecossistema, já que é através delas que ocorre a polinização da nossa flora. Além disso, a função delas não é só na esfera ecológica, essas abelhas são responsáveis também por grande parte da economia do país. Posto que, fazem mel e pólen, os quais podem ser recolhidos com facilidade. Portanto, para os interessados em apicultura, conhecer as metodologias de meliponicultura, a Rumo Educação EAD, recomenda Cursos criação de abelhas sem ferrão.

Informações e MATRÍCULA  – DIVERSOS CURSOS DE APICULTURA

Cursos criação de abelhas sem ferrão

MAIS CURSO DE APICULTURA

CURSOS ECONÔMICOS

CURSOS BARATOS

Em seu conteúdo programático, o aluno terá estudos sobre a criação de abelhas nativas sem ferrão, como a mandaçaia, jataí, iraí e uruçu. Bem como informações sobre a anatomia desses quatro tipos brasileiros, dicas e orientações sobre espécies de colmeia, despesas, local apropriado para implantação do meliponário. E ainda aprendizagem sobre o manuseio correto para a produção de mel. 

O aluno será informado também sobre os demais cursos de criação de abelhas, como Curso a distancia  Planejamento e Implantação de Apiário, Curso ead Manejo do Apiário – Mais Mel com Qualidade, curso manejo do apiário – mais mel com qualidade, Curso pela internet Apicultura Migratória – Produção Intensiva de Mel, Apiterapia – Tratamento com Produtos das Abelhas curso online, Curso Produção de Pólen e Geleia Real online, curso de processamento de própolis, Curso Produção e Processamento de Própolis e Cera ead e outros. 

Como criar abelhas nativas – A Meliponicultura e o preço do mel 

Em geral as abelhas são bem conhecidas porque produzem mel e também pelas ferroadas que, apesar de não serem prejudiciais, são dolorosas. No entanto, existem também as abelhas que têm ferrões definhados, ou seja, é como se não tivesse ferrão. Logo, isso ajuda muito o trabalho dos criadores e da vizinhança mas próximas às colmeias.

A meliponicultura, que é a criação das abelhas sem ferrão,  trata principalmente da produção de mel, que tem o seu valor um tanto elevado. Isso porque a produção desse tipo de mel é em pequena quantidade, e dependem de lugares onde encontram-se estas abelhas. Por isso, torna-se um artigo escasso, por que para produzi-lo precisa ser em regiões que disponham de florestas tropicais ou subtropicais nativas. O valor do mel das meliponídeas no comércio, oscila de acordo com a espécie. 

O trabalho com a meliponicultura é descomplicado, simples, manejo fácil e de pequeno investimento. Por não ter risco de ferroadas, possibilita ao criador fazer o trabalho sem utilização de apetrechos especiais para o manejo. O que, portanto, torna possível a criação próxima às localidades rurais habitadas ou em zonas urbanas, sendo necessário, porém, que haja vegetação apropriada nas imediações. 

Confira os procedimentos para a criação:

Apetrechos mínimos: 2 caixões para criação em casa e 40 para fazer um trabalho comercial;

Capital para investir: comprar as caixas prontas gasta-se cerca de R$ 50,00 cada;

Retorno: se for uma época adequada de florada, pode-se conseguir a primeira coleta por volta de 6 meses;

Recomendação para reprodução: é preciso ter colônias diferentes, evitando-se, portanto, o cruzamento entre parentes;

O que é necessário para os primeiros passos: obter conhecimentos técnicos e visitar profissionais meliponicultores que tenham prática no ramo, isso é o recomendável para dá inicio ao empreendimento. Outra coisa muito relevante também é saber todas as normas do Ibama para o registro do negócio;

Saber selecionar as espécies: as mais indicadas são; a mulatinha-do-chão, uruçu, mombuca, manduri, timirim, arapuá, tiúba, mandaguari, jataí, mandaçaia-do-chão, iraí, mirim, cupira e jandaíra;

Disposição dos ninhos:  A colocação das caixas de criação deve obedecer um distanciamento de no mínimo meio metro se for em prateleiras. No caso de armações individuais se faz necessário uma distância de um metro e meio;

Localização apropriada: Barracões  (galpões) contendo prateleiras e tapumes contra ventos fortes, fonte de água limpa na proximidades e plantação sem que não tenha uso de agrotóxicos;

Cuidados necessários: devido não terem ferrão para sua defesa, essa espécie de abelha se defende de forma diferente, como entrar nos ouvidos, nariz, boca e olhos, se embaraçar nos cabelos e roupas.

Cuidados com a alimentação: quando a floração fica escassa, se alimenta com mel de Apis mellifera, misturado com água, dissolvendo numa proporção de oito por duas, respectivamente.

Como fazer a reprodução: A implantação para criação precisa ser em regiões com várias colmeias, ou perto de matas e florestas que possuam enxames nativos, evitando assim, que as abelhas se reproduzam entre si, entre parentes.

Outros detalhes sobre procedimentos para criação – Cursos criação de abelhas sem ferrão

Quando o intuito é ter uma criação com fins comerciais, é indispensável que o piscicultor tenha muito cuidado e atenção. Pois a abelha rainha é a mais significativa para a colmeia, enquanto as demais, que são abelhas operárias, têm a responsabilidade de produzirem o mel. A maioria dos apicultores têm conhecimento de que a abelha rainha forte, torna a colmeia forte. Podendo haver substituição, se for necessário.

No caso das abelhas sem ferrão, a defesa delas é efetuada de maneira diferente, como entrar nos ouvidos, nariz, boca e olhos, se embaraçar nos cabelos e roupas.

Para efetuar a captura das abelhas sem ferrão, precisa ter cautela para não haver eliminação dos locais, ninhos e da própria colônia. Uma excelente opção é tirar o ninho realizando um furo (buraco) no tronco onde se encontra, na sequência tapá-lo com resina vegetal. É aconselhável ter o consentimento do Ibama, para usar caixas-íscas. Deve-se procurar também obter as espécies de criadores profissionais que tenham licença.

As abelhas são os mais relevantes insetos para o mundo, por serem incumbidas pela produção do mel e outros deliciosos e saudáveis produtos apícolas. Inclusive, apesar de terem uma picada dolorosa, elas contribuem muitíssimo com sua conduta de polinizar, o que é imensamente importante e necessário para o meio ambiente.

Confira todos cursos com preços econômicos nas áreas de  AGRONEGÓCIO, EMPREENDEDORISMO

EDUCAÇÃO E ESPORTE – Navegue em nosso site.

Outros cursos na área de Apicultura

Criação de abelhas para produção de mel

Criação de abelhas uruçu amarela

Como iniciar a criação de abelhas

Criação e manejo de abelhas nativas

Curso para criação de abelha jatai

Projeto de implantação de apiario

Mais mel com qualidade – Manejo do apiário curso online

Curso de produção de abelhas rainhas

Produção de abelha rainha pelo método da enxertia

Vantagens da apicultura migratória

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top